Parece que o PlayStation Vita resolveu dar um passo para trás, depois de adotar tantos conceitos distintos em um único aparelho portátil. Um de seus maiores atrativos, que é sua a tela OLED de 544p, foi reduzida para uma versão LCD, com contraste, brilho e velocidade de exibição inferiores ao modelo original.

A T3 fez um vídeo comparativo mostrando a nítida diferença entre as 2 telas, maior do que um simples “contar de pixels”.



O Vita Slim é 15% mais leve e 20% mais, e utiliza entrada microUSB para carregamento do aparelho e transferência de arquivos. Por conta disso, o aparelho deve ficar em torno de 20% mais barato que a versão anterior. A pergunta e: Valeu a pena esse sacrificio?