Você não está a salvo do DRM nos consoles. A Capcom lançou recentemente Final Fight: Double Impact para o PlayStation Network, um remake do clássico jogo estilo “luta de rua” do arcade, com esse recurso!

Quando você carregar o jogo, você terá de estar conectado na internet em seu Playstation 3. Não apenas isto, você tem de estar logado na conta de usuário na qual você comprou o jogo, caso contrário você receberá uma mensagem de erro: “Sign into PlayStation Network. (80029516)”. Embora mais tarde, após este check-up você poderá desligar-se da PSN.

Segundo a Capcom, isso foi feito para evitar o compartilhamento de jogos que tem sido crescente e salientam que isto já foi feito com títulos como Warhawk e SOCOM… hmmm… o que estes dois jogos têm em comum… oh, é, eles são jogos online, exigindo assim uma conexão de internet para carregar, na verdade não parece tão estúpido.

A Capcom confirmou que esta medida não será necessariamente posta em prática em títulos futuros, mas eles usaram isso como um teste: “Nós não estamos comprometidos a fazer isso com todos os títulos futuros, mas a única maneira de avaliar o impacto foi a experimentá-lo com esse jogo primeiramente”. É a sua chance de fazer esse teste falhar miseravelmente, talvez a Capcom reconsidere em vez de espalhar mais e mais o “vírus” DRM.

Parece que o DRM além de não ser mais exclusividade do PC, não é mais da Ubisoft também. Resumindo a novela: A Capcom colocou este DRM no jogo Final Fight como teste e isto pode ser feito em seus jogos futuros caso os testes forem bons.

PS: A Capcom informou que esta proteção não está inclusa nas versões norte-americana e asuática, e que para as versões afetadas será disponibilizada uma correção, porém, não foi informado se esta correção seria a remoção do DRM ou a adição de um aviso antes da aquisição do jogo informando o tipo de proteção existente.

Fonte: IGN

Nota pessoal: Se as pessoas não dessem “jeitinhos” para favorecerem a si mesmos (no caso, comprar 1 cópia do jogo e distribuir entre vários usuários) ao invés de comprar os jogos individualmente, conforme o que é esperado, não haveria necessidade do DRM. Infelizmente, são os honestos que acabam sendo importunados pelos demais que roubam material proprietário.