De acordo com seu relatório anual, a Nintendo poderia estar expandindo suas IPs para fora da indústria de videogames. 

publisher japonesa publicou recentemente seu relatório anual para o ano fiscal que terminou em março de 2020, nele inclui uma variedade de detalhes sobre os planos da editora para o futuro. Além de provar que seus diretores são pagos significativamente menos que os executivos dos EUA, o relatório parece confirmar que a Nintendo está interessada em perseguir projetos que não sejam de videogame com suas IPs 

Uma seção do relatório descreve a instabilidade da indústria contemporânea de videogames, antes de discutir brevemente a possibilidade de oferecer experiências da Nintendo para um público mais amplo.  

“A empresa está procurando oferecer entretenimento a uma gama maior do que nunca de consumidores, reconhecendo as IPs da Nintendo (incluindo personagens e mundos de seus jogos) como sua força”, diz o relatório.  

“Como uma empresa que cria entretenimento para trazer sorrisos aos rostos das pessoas, a Nintendo se esforça para criar novas formas de entretenimento, mantendo uma estrutura comercial robusta. Para expandir nossos negócios, nossa maior ênfase é colocada em fornecer aos usuários em todo o mundo formas emocionantes de entretenimento que eles nunca experimentaram antes”.  

O “novo entretenimento” mencionado acima não é novidade – desde os controles de movimento do Wii até o hibridismo do Switch, a empresa sempre foi conhecida por sua inovação na esfera dos jogos.  

No entanto, ao analisar seções distintas do relatório como um todo, nos dá motivos para acreditar que a Nintendo está explorando outros caminhos – algo que é apoiado pela recente parceria da empresa com a LEGO e pelo desenvolvimento contínuo do Super Nintendo World.  

“Continuaremos a nos transformar de maneira flexível, adaptando-nos aos novos tempos e valorizando constantemente o espírito de originalidade com base na crença de que ‘o verdadeiro valor do entretenimento está na sua singularidade’ – e nos esforçaremos para continuar fornecendo produtos e serviços que as pessoas serão positivamente surpresas e encantadas”, diz o relatório.  

A evidência mais concreta vem da declaração da empresa de “oferecer entretenimento a uma ampla gama de consumidores … reconhecendo a Nintendo IP como sua força”, implicando compartilhamento de propriedades como Zelda, Pokemon e Mario para outros meios.  

Embora ainda não esteja claro o que a empresa tem na manga, parece que os personagens de videogame da Nintendo podem começar a aparecer em mais e mais projetos, o que seria de muito bom grado.