Ghost Giant é uma emocionante história com quebra-cabeças em realidade virtual que mostra como viver a vida com uma ajudinha de um grande amigo.

Em Ghost Giant você acompanha a história do Louis, que é a única pessoa que pode ver seu personagem. Louis mora em uma fazenda perto da cidade com sua mãe, mas logo no inicio percebemos alguns problemas. Louis sempre evita falar sobre a sua mãe. Quando qualquer adulto pergunta sobre ela, ele tenta se esquivar, dá alguma desculpa ou conta uma história.

Mesmo não tendo certeza do que está acontecendo, devemos ajudar Louis e ele vai precisar de sua ajuda para seguir com os trabalhos na fazenda já que ele ainda é apenas uma criança.

Os gráficos são bem leves e agradáveis, couberam bem na limitação do PS4 sem prejudicar o jogador

História e jogabilidade

Aqui temos uma jogabilidade bem inteligente e mais imersiva por ser necessário o uso do PlayStation Move para controlar seus braços fantasmagóricos, seu personagem sempre será posicionado no centro do mapa onde você pode interagir com todos os elementos destacados em dourado, como as manivelas (que são usadas para mover edifícios), os telhados (que você pode tirar para ouvir alguns personagens) e também é possível mover algumas estradas e plataformas para ajudar Louis a dar continuidade a sua jornada. Além desses itens destacados, temos muitos colecionáveis como insetos, chapéus e cata-ventos que você precisa sopra-los para que sejam coletados.

O jogo traz vários recursos do PSVR que muitas vezes é esquecido em outros jogos, mesmo que seja algo bobo como soprar um moinho ou espantar alguns pássaros, é importante para imersão.

Outro elemento importante nesse jogo é seu design de som. Você pode ouvir murmúrios pelo cenário entre as casas, se aproximar, espiar pelas janelas e ver os moradores lidando com seus problemas pessoais e muitas vezes nessas espiadas você recebe dicas de como resolver certos puzzles. Tudo isso faz o mundo parecer mais vivo.

E vale lembrar da trilha original desse jogo que é maravilhosa e está presente em todo momento

Todos esses elementos combinam e se encaixam bem com a forma que essa história é contada. Dá para se acostumar facilmente que você é um gigante que pode resolver todos os problemas desse garotinho, mas é aí onde o game brilha. Quando os problemas são apenas mover algumas caixas, procurar uma chave, você se mantém grande e poderoso, mas conforme a história avança e você conhece a mãe de Louis é quando você se depara com problemas de verdade. Onde seu tamanho e força são inúteis. Você realmente se sente impotente perante a esses problemas, mas ainda assim precisa resolvê-los de alguma forma.

Considerações finais

Ghost Giant é um jogo que não se estende muito, a sua história inteira leva cerca de quatro horas, mas é um jogo bem solido, seus puzzles não são tão difíceis, não tive muitos momentos onde eu fiquei preso em um mapa e para qualquer dúvida temos a opção de cutucar Louis para obter alguma dica. O que realmente temos aqui é uma boa história que também é um tanto pesada escondida em uma atmosfera fofinha. Pode ter certeza que vale o seu tempo.