Há algumas semanas, a Actvision anunciou o trailer de anúncio de uma continuação da série que muitos dizem ser a melhor de todas dentre os FPS (First-Person Shooter), a continuação da série entitulada “Modern Warfare” da franquia Call of Duty – o Call of Duty: Modern Warfare 3.

O trailer lançada semana passada propõe uma 3ª Guerra Mundial, e contém cenas de guerras em lugares como Nova Iorque, Paris, Londres, Berlim, entre outros lugares pelo mundo. Mas a de Londres foi a que mais causou polêmica, de acordo com o jornal britânico Daily Mail.

Os ingleses realmente não gostaram – segundo o jornal – foi da associação de um ataque terrorista que aconteceu em 2005 no jogo.

“Supporters of those affected by the 7/7 suicide attacks in July 2005, which killed 52 people, called for Call Of Duty: Modern Warfare 3 to be banned” (Grupo de apoio as vitímas do ataque terrorista do dia 7 de julho – que mataram 52 pessoas – pede para que o jogo Call of Duty: Modern Warfare 3 seja banido).

A Actvision, publicadora do jogo, se reportou dizendo que o Call of Duty: Modern Warfare 3 é um jogo de ação fictícia voltado para o público adulto, e que suas cenas não são verídicas, sem a intenção de recriar qualquer evento hitórico.

A série Modern Warfare já tem um histórico “queimado” com a edição Modern Warfare 2 no que se refere a ataques terroristas – no caso, o jogador tem a opção de participar de uma chacina contra civis em um aeroporto russo.

O ponto é que a intenção desses jogos é se aproximar cada vez mais da realidade no que diz respeito a qualidade gráfica – vide Battlefield 3 e Crysis 2 – mas infelizmente muitas pessoas ainda não se deram conta que mesmo os gráficos evoluindo cada vez mais com a evolução tecnológica é o fato das cenas serem fictícias, assim como em um filme.

Será que as pessoas estão tão assustadas com o terrorismo que são incapazes até mesmo de jogar videogame? Se a polêmica contribui ou não, o fato é que as vendas dizem o contrário. Se a história vai se repetir este ano, teremos que esperar até 8 de novembro, data oficial de lançamento de Call of Duty: Modern Warfare 3.

Fonte: Now Gamer