Estava eu no doce e humilde recanto de meus aposentos, quando meu amigo Ivan Carlos me aparece com um joguinho dizendo: Temos que fazer um review de um joguinho de nave. Como Ficção Científica é a sua praia então você foi convocado para essa missão.
Missão é missão e como um bom soldado (mercenário) resolvi aceitar.

Apresentação

O jogo da vez chama-se Thrusty Ship.
Desenvolvido pela In Principle Games e distribuído pela In Principle Inc, Thrusty Ship é um jogo com um sistema bem peculiar e muito divertido.
O jogo consiste em pilotar diversas naves (uma mais estranha e única que a outra), desafiar a gravidade e coletar núcleos de energia fazendo várias manobras com sua nave, destruindo rochas para encontrar mais núcleos ou combustível, e traçando um árduo caminho até a saída de cada setor (fase).

Essa é apenas uma das tão elaboradas e malucas fases que o jogo apresenta. Os desenvolvedores foram muito criativos ao criá-las.

Sistema e jogabilidade

O jogo em possui um sistema bem interessante. Aqui usamos a física para que, com muita habilidade, pilotemos nossa indestrutível nave através dos mais loucos e complexos caminhos, afim de coletar a maior quantidade possível de núcleos. Esses núcleos servem para desbloquearmos novas naves. Cada nave tem suas próprias características que variam entre peso, tamanho, controle, uso de combustível, entre outras. Naves de tier 1 e 2 são desbloqueadas com núcleos e existem naves secretas de tier 3 que só podem ser desbloqueadas atingindo certos objetivos secretos. Essas naves de tier 3 possuem habilidades especiais que facilitam e muito cumprir certos objetivos de certas fases.

Entre uma fase e outra, um menu detalhado onde você pode ver o mapa de cada fase, pontuação, nave selecionada, características da mesma e muito mais.

   O jogo também possui um sistema de XP (experiência) que serve para aumentar seu ranque de piloto, ir desbloqueando novos níveis e também novas naves, possibilitando que as mesmas possam ser compradas por núcleos que adquirimos nas fases..

As fases possuem rochas que podem ser destruídas sendo atingidas em alta velocidade por sua própria nave. Dentro dessas rochas escondem-se vários núcleos e algumas até pedras de energia que servem como combustível. E falando em combustível, essa é a parte mais interessante do jogo, e é onde se encontra o verdadeiro desafio. As naves consomem uma quantidade absurda de combustível, sendo necessário reabastecê-las o tempo todo, fazendo com que o jogador observe antes a fase, monte uma estratégia de pilotagem e execute-a com extrema habilidade, pois uma manobra malfeita pode comprometer toda a tentativa de se passar a fase. E esqueça tudo que você conhece sobre física, pois aqui ela não funciona como se deveria e por incrível que pareça, faz com que o jogo fique muito mais imprevisível e divertido. Sem contar que a mesma deixa o jogo extremamente desafiador em certas partes. Mas reconheço também que em certas partes, dependendo da nave pode ser bem frustrante.

O jogo oferece recompensas adicionais para jogadores que cumpram todos os objetivos das fases, sem morrer e executando diferentes tipos de aterrissagens.

Considerações finais

Trusty Ship foi um jogo muito além do que eu esperava. O que parecia ser um jogo bem bobinho se mostrou ser um jogo bem divertido, desafiador e totalmente viciante. Eu pensei mesmo que fosse jogar um pouco pra entender as mecânicas e fazer um review, mas o jogo literalmente me conquistou ao ponto de eu sempre pegar pra jogar e completar seus objetivos nas minhas horas de folga.

E só para fazer uma última observação, o uso de um joystick é totalmente recomendado, já que facilita muito a pilotagem na nave em relação ao teclado.

Aos interessados que queiram jogar é possível baixar uma versão demo do jogo. Basta clicar no link abaixo, baixar e jogar.
https://multi-core-collider.itch.io/thrusty-ship-demo