So Much Blood | Resenha

So Much Blood é um jogo indie fofinho desenvolvido por Zachary Berenger e Eli Aldinger , e distribuído pela Black Shell Media, e foi lançado em junho de 2016.

O shooter de ação conta com muitos desafios, inimigos e chefões que aparecem a cada avançado nos calabouços feitos pelo jogador. É possível achar muitas armas diferentes durante as fases e também, dar um upgrade nas que já tem.

A mecânica de tiro do jogo é um pouco diferente dos outros jogos de mesmo estilo, não precisa somente ir pros lados ou para cima e para baixo para conseguir atirar, mas é necessários também usar o mapa a seu favor. Além disso, o sangue espirrado quando is inimigos são abatidos geram ‘blood points’, que são as moedas do jogo, que pode ser utilizada em cada mudança de zona, onde você pode optar por atualizar suas armas ou comprar um conjunto de armadura.

Também é possível escolher o seu estilo de jogo dependendo da estratégia que queira utilizar, como estratégia de corrida, onde você tenta passar correndo pelos mapas sem parar pra ficar matando os inimigos, a estratégia de grind, onde você estuda toda ação efetuada, ou, escolhendo uma classe: defensiva ou ofensiva.

O ritmo do jogo é frenético, e a trilha sonora ajuda a ficarmos “ligados” e focados no game, cada ação mal pensada trará algum efeito colateral, portanto, é necessário foco e agilidade.

Os gráficos são bem bonitinhos, o que contrasta legal com o tanto de sangue que é espirrado na tela!

O jogo também possui conquistas na Steam e você pode saber mais sobre ele aqui: http://store.steampowered.com/app/476450/.

Vale muita a pena brincar com ele um pouco por dia pra liberar o stress e matar tudão! Super recomendado!

 

Ju Luthien

Sulsancaetanense de 29 anos. Gamer, rata de livros e devoradora de séries.

Você pode gostar...