Citalis | Resenha

Citalis é um jogo simples de simulação de uma cidade, onde é necessário construir e tomar conta, estilo Sim City, porém, bem mais simples.

Lançado em novembro de 2016, o jogo é um indie casual de simulação, desenvolvido pela Matt Hooper e distribuído pela Sometimes You.

Ele possui quatro modos:

Classic: Pague de volta seu empréstimo de 10,000,000 enquanto paga gradualmente seus novos empréstimos. Nesse modo é possível selecionar a opção de jogo no Fácil ou no Normal.

Stockpiler: Tenha 1,000,000 no seu banco no menor número de dias possível.

Happiness: Mantenha a felicidade da cidade com mais de 80% por 50 dias.

Harcore: Sobreviva 100 dias sem ficar no negativo. Sem ajuda, uma única chance.

Há três tipos de mapas separados, um mapa do Distrito Comercial, outro do Distrito Residencial e o outro, o Parque.

É necessário manejar a porcentagem de crime, abastecimento de água, beleza da cidade e a felicidade dos moradores. Esses são os itens que devem ser constantemente verificados para a construção e ampliação da cidade fluir, e, chegar ao final de cada modo com sucesso.

O modo clássico, é o único modo que não tem tempo para acabar sua missão, porém, se as coisas começarem a ficar ruins, você simplesmente leva um game over e pode, ou começar tudo de novo, ou, voltar no último ponto em que o jogo foi salvo.

Nos outros modos, o tempo passa bem rápido e dá pra jogar vários modos, várias vezes por dia, se tiver paciência.

Para manejar o dinheiro e a criminalidade da cidade, é bem simples, tem que ficar toda clicando em cima do edifício comercial, pegar o dinheiro, e clicar na barra de criminalidade pra ela diminuir. Para que os moradores fiquem felizes, também é necessário manter a beleza da cidade, ou seja, fazendo um parque bonitinho.

É possível pagar as construções via cartão de crédito e empréstimo também.

 

O jogo é bem fácil e bem rápido, nada muito grandioso onde você pode levar até meses para cumprir sua missão que nem o Sim City, porém, eu achei meio ‘tediante’ esse modo de manejar a cidade, somente clicando, pegando dinheiro, diminuir a criminalidade, e construir, basicamente, é esse o jogo.

 

Você pode dar upgrades nas construções, aumentando o número de funcionários possíveis no distrito comercial, e deixando a cidade bonita na parte residencial. Tanto no parque, vai desbloqueando novos tipos de árvores e ornamentos para serem colocados.

Os gráficos e a ambientação são bem simples, e a trilha sonora é quase inexistente, fazendo com quê o jogo fique meio “parado”.

É bem tranquilo, rápido e fácil, caso queira passar um tempinho construindo uma cidadezinha e fazendo as missões para conseguir chegar ao fim do jogo.

 

 

 

Ju Luthien

Sulsancaetanense de 29 anos. Gamer, rata de livros e devoradora de séries.

Você pode gostar...