A Microsoft anunciou oficialmente, agora com datas, o lançamento do serviço Live no Brasil.

Live é uma plataforma de distribuição digital e integração desenvolvida pela Microsoft, por ele é possível adquirir conteúdos para Xbox 360 e smartphones com Windows Phone 7 (denominado Xbox Live) e integração online e conteúdos para jogos para PCs (denominado Games for Windows Live).



A moeda de compra do Live é o Microsoft Points, esta moeda é compartilhada entre a plataforma Zune Marketplace (similar ao iTunes Store). Ela não é compartilhada entre as plataformas Microsoft Store e Windows Marketplace for Mobile.

O Live no Brasil, que será lançado no dia 10 de novembro, é o sonho de muitos jogadores de Xbox e PCs que utilizam o recurso mas encontram dificuldades de cadastro e aquisição de conteúdos extras através da plataforma, uma vez que existem proteções que impedem a utilização de contas de países que não possuem o serviço oficialmente lançado (leia sobre desglobalização).

Como nem tudo é um mar de rosas, heis que aparecem os problemas:

A Microsoft oferece a possibilidade de, quem já tiver uma conta na Live em outro país, migrar sua conta para a Live nacional (sim, além dela possuir restrições, ela também é descentralizada).

Alguns itens, conteúdos e recursos podem não estar disponíveis para o Brasil (por exemplo, você viu um jogo na Live que é proibido ou a Microsoft não tem permissão para distribuição no Brasil, ele não ficará disponível).

Os conteúdos adquiridos na Live estrangeira, após migrada, não lhe darão mais acesso a estes conteúdos (Exemplo: Você comprou um jogo de  Xbox Arcade ou um addon de jogo para PC – Se você precisar baixar ele novamente no futuro, esqueça, terá que comprar novamente!)

E por fim, a migração é irreversível (não gostou? perdeu, preibói o.o).

A proposta é muito bem vinda, mas estas limitações poderão isolar 2 grupos de usuários do mesmo país – aqueles que não querem perder conteúdo já adquirido ou existente no exterior, com aqueles que querem migrar e não possuem nada a perder com isso, além dos novos usuários. Valeu, Microsoft. =(